Press "Enter" to skip to content

O Estado Islâmico e a Dinâmica das Populações

1

No nível de organização dos seres vivos passamos por alguns estágios até chegar em uma organização chamada de Biomas. Mas pouca se fala sobre os outros níveis de organização: átomos, moléculas, organelas, células, tecido, órgão, sistema, indivíduo, espécie, população, comunidade, ecossistemas e até que enfim, biomas.

A dinâmica das populações é o ramo da biologia que estuda a maneira de como a população interage entre si e ambiente. Cada membro de uma população pode nascer, crescer e morrer, mas somente uma população como um todo possui taxas de natalidade e de crescimento específicas, além de possuir um padrão de dispersão no tempo e no espaço.

O que vem acontecendo na Europa graças o avanço do Estado Islâmico pode ser um exemplo de como a população migra de um lugar para outro em busca de refúgio. Não é atoa que um dos temas mais discutidos mundialmente trata-se da questão dos refugiados. Com uma taxa de emigração muita alta, a população local sofre uma evasão drástica. Se a taxa de emigração é alta, a taxa de natalidade também é baixa por consequência. Determinando, desta forma, uma queda na densidade da população. Na Ásia, onde o Estado Islâmico detém um poder elevado, a taxa de mortalidade é alta. Mais uma vez reflete na dinâmica da população. Um fator que poderia ajudar seria a taxa de imigração. Mas quem iria para uma zona como esta onde estaria sujeito à violência e desconforto toda hora?

Os fatores que norteiam a dinâmica das populações, portanto, giram em torno de taxas: Emigração, imigração, natalidade e mortalidade.

Algumas curvas podem ser observadas no estudo da dinâmica das populações: Curva em S, sigmoide e curva em J.

curva S é a de crescimento populacional padrão, a esperada para a maioria das populações existentes na natureza. Ela é caracterizada por uma fase inicial de crescimento lento, em que ocorre o ajuste dos organismos ao meio de vida. A seguir, ocorre um rápido crescimento, do tipo exponencial, que culmina com uma fase de estabilização, na qual a população não mais apresenta crescimento. Pequenas oscilações em torno de um valor numérico máximo acontecem, e a população, então permanece em estado de equilíbrio.

 

 

curva J é típica de populações de algas, por exemplo, na qual há um crescimento explosivo, geométrico, em função do aumento das disponibilidades de nutrientes do meio. Esse crescimento explosivo é seguido de queda brusca do número de indivíduos, pois, em decorrência do esgotamento dos recursos do meio, a taxa de mortalidade é alta, podendo, inclusive, acarretar a extinção da população do local.

 

 

É ainda de suma importância falar sobre a relação entre predador e presa. Numa dinâmica populacional o nível de incidência destes dois fica variando. O gráfico representado por esta ação é representado a seguir:

 

A dinâmica de populações em Biologia é um conteúdo de fácil entendimento se contextualizada com o problema enfrentado por países como Iraque, Paquistão, Nigéria, etc. Onde a densidade populacional vai diminuindo conformo os ataques terroristas vão crescendo.

Verifique seus conhecimentos acerca do assunto com algumas questões: http://www.casdvest.org.br/pcasd%2Fuploads%2Fvinicius2%2FListas%20de%20Ecologia%2FLista%2013%20-%20Din%E2mica%20de%20popula%E7%F5es.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *