Press "Enter" to skip to content

“O que para uma geração é impossível, para outra é possível”.

1

Com esse incrível slogan, a marca Samsung produziu um vídeo sobre a realidade virtual. De forma muito criativa e inovadora foi-se abordado o tema que para o que uma geração é impossível, para as próximas será possível. Baseado nessa ideia é possível analisar alguns produtos em nossa casa, escola, trabalho, rua, enfim; que obtiveram uma nova “cara”, uma nova abordagem. Cada vez mais flexível e adaptado. Mas em um âmbito educacional, qual a aplicabilidade?

É inegável afirmar que o aluno de hoje é totalmente diferente do aluno dos anos 80. Assim como tudo muda, a classe do alunado também mudou. Engraçado é continuar a ministrar as mesmas aulas que eram ministrados nos anos 80 para um aluno que vive a Era da Informação. Essa é uma grande discussão atual da Educação. Escola, professores, cultura, gestão educacional: tudo engessado, tradicionalista. Como mudar um hábito que constitui o país desde os primórdios? As inovações pedagógicas, as metodologias ativas não são bem vistas em instituições que super valoram o ENEM. Imensas aprovações em uma prova tradicional. Onde vamos chegar? Que tipo de aluno estamos criando em nossas salas de aula? Alunos inovadores, que caminham por si só ou meros reprodutores de conhecimento que é “vomitado” em aulas estritamente teóricas e conteudistas?

Após toda essa discussão sobre o que estamos fazendo com nossos alunos, apresento-vos a realidade virtual. O nível de inovação dessa tecnologia é consideravelmente alto. O grande problema, talvez, seja como produzir isso. O óculos de realidade virtual (VR) é acessível no mercado por valores consideravelmente baixos. É claro que alguns modelos são mais caros que outros. Contudo, é possível produzir um óculos caseiro. Este vídeo usa materiais simples e de fácil acesso que pode levar qualquer pessoa que usa o óculos para outra dimensão, literalmente.

Um aluno experimenta a sala de aula de imersão NetDragons 101 VR com um fone de ouvido no China Science and Technology Museum em Pequim. Fonte: NetDragon Ltd.

A aplicação na educação é imensa. Ao ministrar uma aula sobre biomas, o professor pode estimular no aluno a visualização de um vídeo em 360 graus com o uso do óculo de realidade virtual. Lá o aluno vai poder ver tudo o que aprendeu na teoria e materializar a aula. A vivência do conteúdo pela experiência ao usar o VR é incrível. Dentro de uma célula, seria possível? Sim, também é possível. Dê asas a sua imaginação e permita-se. É possível!

Bom, pra finalizar, vale ressaltar que para produzir o próprio vídeo em 360 graus possa ser uma investimento caro. Por este motivo, é viável utilizar os vídeos disponibilizados pelo Youtube mesmo. Não há problemas. Importante deixar que o aluno caminhe por si só. A era da informação não é sinônimo de era do conhecimento. Infelizmente esbarramos nisso. O aluno é o principal autor da história.

 

  1. Wir schlafen zu viert im FamilienBett. Es ist wunderschön und schön praktisch für uns. Ich weiß dass das keine allgemeine Lösung ist. Bei manchen passt es einfach nicht und das finde ich auch völlig okay. Was nicht okay ist, ist ferbern!!! Und ferbern mit schütteln zu vergleichen finde ich klasse!!! Des ferbern ist für mich auch eine Art Misshandlung. Eine seelische Misshandlung. Es ist grausam die Babys verspüren Todesangst!!! Bei YouTube gibt es ein schönes Video zu einem SelbstVersuch vom SchlaflernProgramm!
    mew code gamestop Blog http://www.gamestop-coupons.com/category/mew-code-gamestop-blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *